sexta-feira, 28 de abril de 2017

[ Resenha ] Aluga-me teu corpo Romance Hot para maiores de 18 anos de Adriana Vargas




Ano: 2013
Páginas: 250
Idioma: Português 
Editora: Ella

Gênero: Romance Hot / Erótico

Sinopse:

 As unhas dela ficarão em sua pele. O batom passado somente em ocasiões especiais, reflete no espelho, a boca sedenta que morde, xinga, anseia e diz adeus. Thazie é acadêmica do curso de Direito e estagiária do Dr. Theo, criminalista no Tribunal do Juri. Seu passatempo favorito – jogos de sedução. Uma garota diferente, discreta, que possui obsessão e compulsão por... sexo. Desde que se desiludiu com o primeiro amor, vinga-se de todo homem que encontra em seu caminho. Theo surge repentinamente para ditar novas regras ao jogo, e Thazie fará de tudo para ganhar. 


[ Resenha e impressões ]

 Thazie é uma universitária de direito nos seus 21 anos, mas há algo nela que ninguém sabe: é ninfomaníaca. Nem mesmo a família desconfia tal fato ao qual a mesma faz questão de ocultar por trás de roupas formais e óculos, dando um ar de seriedade. E quem desconfiaria de uma jovem estudante de direito tão recatada e de índole impecável ?
 Thaz frequenta o DASA que é uma instituição para viciados em sexo, onde nem ela mesma acreditava em cura para a sua doença, mas se deixou levar ao conhecer alguém a qual foi simplesmente usada, humilhada e rejeitada e dali por diante passou a desejar vingança.
 Com o passar do tempo notou seu novo vizinho e que vamos combinar era um deus de tão lindo e sensual! Seu nome? Theo. Thaz passou a desejá-lo ardentemente, não parava de pensar e fantasiar sobre ele e queria muito mais, precisava conhecer cada milímetro daquele corpo, sentir o sabor... Mas sua vida sempre se resumiu em casas de prostituição, onde a mesma sentia tesão em pagar por sexo para se satisfazer da forma que bem lhe entendesse, pois tudo girava em torno de si e ela quem era dona da situação, mas nunca em sua vida alguém a fez arder daquela forma, sem nunca a ter tocado.


 Certo dia, ao entrar na sala da universidade para a primeira aula daquele dia, eis que surge o novo Professor de Direito Criminal e advinha que coincidência ? Seu vizinho gato! Thazie quase tem um troço, pois quase não consegue conter-se. Passou a travar uma luta dentro de si, mas é daí que os jogos apenas começam.
 Theo, Advogado Criminal e Professor da universidade, passou a querer conhecer mais a sua vizinha e desvendar seus mistérios, pois com sua vasta experiência de análise e julgamento, sabe que tem muito mais ali do que aparenta.

 Impressões sobre o livro e minha opinião:
 O li em PDF cedido pela própria autora e parceira Adriana Vargas e que agradeço demais a confiança!
 O livro não é em nenhum momento vulgar como já li alguns por ai, é uma mistura de romance e sensualidade pura, sem pudores, mas escrito de uma forma profunda e reveladora, mas não apenas sexo.Claro que no estilo bem hot e com um enredo bem colocado. 
 Te faz acompanhar o crescimento da personagem Thazie e o quanto ela não sabe o que é realmente amar-se e ser amada, onde batalhas mal resolvidas a fazem afundar mais ainda e a única forma que conhece é entregar-se fisicamente nunca forma de preencher o vazio dentro de si.
 É intenso, quente, excitante e tanto Theo quanto Thaz são fogo em meio a água. Pura sensualidade! É de tirar o fêlogo! Ficou um gostinho de quero mais no final.
 Amei o livro!!! Se gostou também está á venda em Ebook na Amazon e livro físico com a própria autora também.

 Links para compra desse livro e de outros da autora:

Blog: http://adrianavargasaguiar.blogspot.com.br/p/livros.html
Amazon em Ebook: https://www.amazon.com.br/Aluga-me-teu-Corpo-Adriana-Vargas-ebook/dp/B01LX9X75E/ref=sr_1_1?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1486120548&sr=1-1&keywords=aluga-me+teu+corpo 
Saraiva: http://www.saraiva.com.br/aluga-me-teu-corpo-9151657.html



sexta-feira, 7 de abril de 2017

Poema

Tormenta

Ponho as mãos na cabeça
as dúvidas me assolam
coração anda em divisão
promessas, esperanças,
toques e carícias,
não sei á que seguir
quem gosto?
quem começo a gostar?
coração vai partindo
chega ao meio do caminho
as dúvidas assolam
as promessas prendem
como esparadrapos,
vã tentativa
em manter em inteiro
um coração meio partido
ao meio?

Autora: Rosa Negra

Poema


Noite de muita chuva.
Deixei-me ficar nela.
Ri de mim mesma no meio da rua , igual aquela menina que fui aos 8 anos.
Ri de mim por ser tão ridícula.
Ri também dos outros por me acharem louca.
Ri um riso saudoso, um riso gostoso.  Não só ri como também senti.
Senti paz.
Senti que quero muito mais de um tudo.
Senti, senti, senti...
Água em meio á pele.
Doce, salgado.
Gosto de vinho e cigarro.
Fogo em meio a água.

Texto original: 11/05/2013